MPMG apura falhas na prestação dos serviços de telefonia e internet móveis pela operadora Vivo, em São Francisco

O Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) instaurou investigação preliminar com o objetivo de apurar condutas abusivas por parte da operadora de telefonia Vivo, na cidade de São Francisco, no Norte de Minas, entre elas o vício na qualidade da prestação do serviço.

A 1ª Promotoria de Justiça de São Francisco, que atua na Defesa do Consumidor, apura as constantes falhas apresentadas pela operadora, notadamente a indisponibilidade de sinal verificada do dia 9 ao dia 11 de dezembro, condutas que violam o Código de Defesa do Consumidor.

De acordo com a promotora de Justiça Danielle Cristina Barral de Queiroz, a indisponibilidade de sinal tem causado grandes transtornos aos usuários, já que se trata de serviço público essencial e contínuo.

Via MPMG

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.